Mais de 1 Milhão de Apólices Emitidas - A Melhor Empresa de Seguro Viagem do Brasil ⭐⭐⭐⭐⭐

Seguro Saúde e Seguro Viagem para Bolsistas Capes e CNPq

A documentação necessária para sua formação ou pesquisa científica

Se você é bolsista da Capes ou do CNPq, está interessado em fazer um sanduíche ou intercâmbio de línguas e tem muitas dúvidas sobre seguro saúde e seguro viagem, este conteúdo é para você!

Neste artigo, você vai entender sobre as nomenclaturas, coberturas e requisitos obrigatórios que você precisa conhecer como bolsista da Capes ou CNPq. Além disso, vamos esclarecer todas as suas dúvidas para orientá-lo na escolha da viagem segura ideal para a sua situação específica.

O que é seguro saúde? O que é seguro viagem?

Vamos começar esclarecendo a nomenclatura utilizada pela Capes em sua documentação, que muitas vezes gera muitas dúvidas: “seguro saúde”.

O que é seguro saúde? O que é uma viagem segura?

Será que o seguro saúde é igual ao seguro viagem?

A resposta é não. O seguro viagem é diferente do seguro saúde.

No Brasil, o órgão responsável pela segurança viagem é a SUSEP (Superintendência de Seguros Privados), enquanto o órgão que regula os planos de saúde é a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar).

Portanto, são órgãos e produtos diferentes. Correto??

Quais são as principais dúvidas sobre seguro saúde e seguro viagem

No Brasil, o “seguro saúde” é o que conhecemos como “plano de saúde”, como aqueles oferecidos pela Unimed, Bradesco Saúde, Amil, entre outros.

Já o seguro viagem cobre despesas e situações que podem ocorrer durante uma viagem, como urgências e emergências médicas e odontológicas, extravio de bagagem, cancelamento ou atraso de viagem, repatriações médicas e funerárias, assistência jurídica, seguro em caso de invalidez permanente ou morte acidental, assistência farmacêutica, tradução médica, entre outras coberturas.

O seguro viagem é, portanto, muito mais completo e específico para viajantes.

A confusão geralmente surge devido à utilização de nomenclaturas diferentes aqui no Brasil e no exterior.

Muitas vezes, encontramos a frase nas apólices de seguro viagem: “Seguro Viagem não é Seguro Saúde”.

Essa declaração é importante para ressaltar que o seguro viagem não cobre consultas médicas de rotina e tratamentos contínuos, como os oferecidos pelos planos de saúde.

O que é Exigido pela Capes?

Uma pergunta importante para muitos bolsistas é: O que é exigido pela Capes em relação ao seguro saúde e seguro viagem?

Para essa questão clara, vamos consultar o manual do bolsista Capes.

Vou deixar o link para o manual na descrição: MANUAL BOLSISTA CAPES

IV – Auxílio seguro-saúde, concedido ao beneficiário da missão de trabalho no exterior, para contribuir com a contratação de seguro-saúde ou de seguro viagem, devendo abranger o período de permanência no exterior, vedada a utilização de seguro oferecido como cortesia pela compra da passagem aérea, devendo, necessariamente, ser utilizado o benefício pago pela Capes para contratação do seguro adequado.

Então, se ainda resta alguma dúvida sobre qual seguro contratar, é o seguro viagem que o bolsista precisa adquirir. Além de contemplar as exigências da Capes, tanto quanto as despesas médicas emergenciais, no Brasil não é possível contratar um seguro saúde para utilizar no exterior. Mesmo se fosse possível, este seguro saúde não iria cobrir repatriação funerária e envio de acompanhante, pois são coberturas que só existem no seguro viagem.

Auxílio Seguro Saúde para Bolsistas

O auxílio seguro saúde, concedido como benefício para missões de trabalho no exterior, destina-se a contribuir com a contratação de um seguro saúde ou seguro viagem que cubra todo o período de trabalho no exterior.

É importante destacar que não é permitido utilizar o seguro oferecido como cortesia pela compra da passagem aérea.

O benefício pago pela Capes deve ser necessariamente utilizado para a contratação de um seguro adequado.

Agora nós vamos seguir lá pro parágrafo 9º

§9º A contratação do seguro-saúde é de inteira responsabilidade do beneficiário da missão de trabalho e, considerando que nenhum apoio adicional será concedido para o custeio de despesas médicas, hospitalares, odontológicas ou correlatas, abrangidas ou não pela cobertura do plano escolhido, o seguro saúde contratado deve assegurar ao beneficiário a maior cobertura possível no exterior, devendo cobrir, obrigatoriamente, repatriação funerária e acompanhamento, no exterior, de pelo menos um familiar em caso de ocorrências graves.

Responsabilidade pela Contratação do Seguro Saúde

A contratação do seguro saúde é de inteira responsabilidade do beneficiário da missão de trabalho.

Como nenhum apoio adicional será concedido para custeio de despesas médicas, hospitalares, odontológicas ou correlatas, abrangidas ou não pela cobertura do plano escolhido, o seguro saúde contratado deve garantir ao beneficiário a maior cobertura possível no exterior.

O seguro saúde deve, obrigatoriamente, incluir cobertura para repatriação funerária e acompanhamento no exterior de pelo menos um familiar em caso de ocorrência de sepulturas.

Exigências do Manual do Bolsista CAPES para Seguro Viagem e as coberturas mais importantes

No próprio manual do bolsista CAPES, são citadas as duas nomenclaturas: seguro saúde e seguro viagem.

Ele esclarece todas as coberturas obrigatórias, incluindo a parte de saúde, repatriação funerária e o acompanhamento de um familiar em caso de ocorrências graves.

Portanto, está claro no manual que é necessário contratar um seguro viagem, e não um plano de saúde, pois apenas o seguro viagem cobre todas as exigências da CAPES.

Vamos detalhar cada ponto importante:

  • Seguro de Cortesia: Não é válido o seguro oferecido como cortesia pela compra de passagens aéreas ou por cartão de crédito.
  • Período de Cobertura: A apólice deve cobrir desde o dia do embarque no Brasil até o dia do retorno ao Brasil.
  • Cobertura Mínima: Embora o manual não exija uma cobertura mínima, para o continente europeu, é necessário ter uma cobertura mínima de 30 mil euros devido ao Tratado de Schengen. O manual recomenda a maior cobertura possível, pois não haverá nenhum apoio adicional para custeio de despesas médicas, hospitalares e odontológicas.
  • Repatriação Funerária: Deve incluir a cobertura para o retorno do corpo em caso de morte.
  • Repatriação Sanitária: Em caso de um acidente, deve incluir serviços como uma UTI móvel.

Estas diretrizes são essenciais para garantir que os bolsistas estejam adequadamente protegidos durante suas missões de trabalho no exterior.

Cobertura Obrigatória para Acompanhamento de um Familiar

A última cobertura obrigatória é para o acompanhamento de pelo menos um familiar em casos de ocorrências graves.

Isso inclui a passagem aérea do acompanhante em caso de internação hospitalar, quando a exigência médica determina a necessidade de um familiar presente.

Se o seguro cobre apenas a passagem aérea, já atende ao requisito, mas há planos mais completos que também cobrem a estadia do acompanhante.

Agora, vamos abordar os requisitos específicos para bolsistas nos Estados Unidos portadores de visto J1.

Em seguida, discutiremos as coberturas importantes para todos os estudantes, independentemente do destino.

Leia também o artigo: Como escolher o melhor seguro de viagem para viajar ao exterior

Requisitos de Seguro Viagem para Estudantes com Visto J1 nos Estados Unidos

Se você está planejando um doutorado sanduíche ou um intercâmbio nos Estados Unidos, é interessante assistir a este vídeo 5 Modalidades de Intercâmbio, é necessário observar regras adicionais ao contratar o seguro viagem.

Não adquirir o seguro viagem conforme as exigências mínimas para estudantes com visto J1 pode impedir sua entrada no país.

Como os custos médicos nos EUA são os mais altos do mundo, os valores mínimos exigidos são maiores, e nem todo seguro viagem atende a essas exigências.

Aqui estão as exigências do governo americano para a emissão do visto J1:

  • Despesas Médicas e Hospitalares: Cobertura mínima de $100.000.
  • Franquia: Se houver franquia, ela não pode ultrapassar $500.
  • Repatriação Funerária: Cobertura mínima de $25.000.
  • Repatriação Médica (Sanitária): Cobertura mínima de $50.000.

Certifique-se de que o seguro viagem contratado atenda a todas essas exigências para evitar problemas na sua entrada e estadia nos Estados Unidos.

Requisitos Adicionais para Seguro Viagem nos Estados Unidos

Além disso, o seguro viagem deve ser emitido por uma seguradora com classificação “A-” ou superior.

Essas são as coberturas que atendem 90% dos estudantes com visto J1 para os Estados Unidos.

No entanto, além das exigências do visto, há também as exigências específicas de cada universidade, que podem solicitar coberturas adicionais.

Por exemplo, algumas instituições exigem cobertura para gestação.

Vamos resumir o que discutimos até agora:

  • Seguro Viagem para Europa: Deve estar em conformidade com o Tratado de Schengen, que exige um mínimo de 30 mil euros de cobertura médica, além de repatriação funerária e acompanhamento de um familiar em casos graves.
  • Seguro Viagem para os Estados Unidos (Visto J1):
    • Despesas médicas de pelo menos 100 mil dólares.
    • Franquia de no máximo 500 dólares.
    • Repatriação funerária de pelo menos 25 mil dólares.
    • Repatriação médica de pelo menos 50 mil dólares.
    • Emitido por uma seguradora com classificação “A-” ou superior.

É fundamental verificar se o seguro viagem cobre os valores e as especificações mínimas requeridas para o seu destino, garantindo assim sua segurança e conformidade com as exigências legais e institucionais.

O que não é exigido mas é importante para o bolsista Capes no exterior

Para os bolsistas da Capes ou CNPq e para outros destinos, em geral não há um valor mínimo exigido para despesas médicas totais.

No entanto, é recomendável seguir o manual e optar pelo maior valor possível, pois não há ajuda adicional disponível.

Além disso, existem coberturas não obrigatórias, mas importantes para estudantes ou pessoas que ficarão um período mais longo no exterior.

Entre elas, destacam-se o retorno antecipado e a interrupção de viagem, que garantem o retorno ao Brasil em caso de morte de familiares ou acidente que incapacite o segurado de continuar a viagem.

É importante ressaltar que nem todos os motivos são válidos para acionar essas coberturas, pois há uma lista específica com os motivos cobertos.

Traslado médico: Inclui o transporte em caso de acidente para levar o segurado até o hospital, semelhante ao serviço do SAMU no Brasil. No entanto, esse transporte é pago no exterior.

Assistência farmacêutica: Além do atendimento na rede credenciada, o segurado pode solicitar o reembolso dos medicamentos prescritos pelo médico da rede.

Assistência: em caso de perda ou roubo de documentos.

Telemedicina: Permite realizar videoconferências com médicos em casos simples, onde não são necessários exames físicos, para receber uma receita virtual. Essa cobertura é especialmente útil, já que comprar medicamentos no exterior pode não ser tão simples como no Brasil.

Médico a domicílio: Em algumas cidades, é possível solicitar um médico que vá até o local onde o segurado está hospedado. Essas duas comodidades são excelentes para casos de menor complexidade.

Além das coberturas padrão do seguro viagem, como extravio de bagagem, danos à mala e atraso da bagagem (com reembolso de compras de itens de primeira necessidade), há também seguro em caso de invalidez permanente ou morte acidental, assistência para transferência de fundos, assistência jurídica e pagamento de fiança, cobertura para acidentes durante a prática de esportes e cobertura para gestantes.

Essas são apenas algumas das muitas coberturas oferecidas pelo seguro viagem.

Você sabia que eles podiam incluir todas essas proteções?

É realmente impressionante!

O seguro viagem é essencial para proteger contra diversos imprevistos que podem ocorrer durante sua estadia no exterior.

Agora vou abordar algumas dúvidas comuns que recebemos diariamente aqui na Comparar

O atendimento médico pode ser realizado através de reembolso ou na rede credenciada.

Na rede credenciada, você é atendido sem custo adicional.

Já no reembolso, você pode escolher o médico ou hospital de sua preferência, pagar pelo serviço e depois solicitar o reembolso.

Geralmente, 90% das pessoas preferem o atendimento na rede credenciada para evitar o processo de reembolso.

Para solicitar um atendimento, basta entrar em contato com a seguradora através do número da central de atendimento.

Você também pode contatá-los pelo WhatsApp, uma opção bastante utilizada atualmente. Todos os números e formas de atendimento estão descritos na sua apólice.

Para saber a rede credenciada, você precisa verificar no momento do atendimento, pois a seguradora primeiro verifica qual local está disponível para lhe atender em caso de urgência.

Se você toma medicamento contínuo, é importante levar os remédios ou a receita para comprar no exterior, pois não é possível coordenar uma consulta apenas para renovação de receitas.

O documento que você recebe e deve apresentar na imigração, consulado ou na faculdade é a sua apólice do seguro viagem, que contém todas as suas informações, detalhes da viagem e o descritivo de todas as coberturas contratadas.

É recomendável contratar o seguro o quanto antes, pois muitas bolsas oferecem reembolso do valor do seguro, mas o processo pode ser demorado.

Portanto, assim que tiver as datas confirmadas, contrate o seguro e preencha a documentação para conseguir o reembolso o mais rápido possível.

Se você precisa apresentar a apólice do seguro viagem no consulado para conseguir o visto, mas ainda não tem as datas definidas, não se preocupe.

Você pode contratar o seguro com datas previstas, apresentá-lo no consulado para obter o visto e, depois, quando tiver as datas corretas, solicitar a alteração das datas do seguro.

É importante ressaltar que qualquer alteração só é possível antes de iniciar a vigência.

Após o início da vigência, não é possível fazer qualquer tipo de alteração ou cancelamento parcial, portanto, coloque uma data distante para garantir essa flexibilidade.

E quanto ao valor e formas de pagamento do seguro viagem?

Quanto à forma de pagamento, na Comparar Seguro de Viagem você pode parcelar em até 12 vezes sem juros, ou se preferir, ganha um desconto extra no boleto ou PIX.

É melhor contratar a maior cobertura que você pode adquirir e dividir em 12 vezes do que pagar a diferença da conta do hospital à vista no exterior, pois a seguradora paga a conta do hospital até o limite do valor que você contratou.

Qualquer valor que ultrapassar esse limite você precisará pagar à vista, evitando assim acumular uma dívida milionária no exterior.

O seguro é cotado por dia e varia de acordo com o valor das coberturas contratadas.

Se você tiver qualquer dúvida sobre seguro viagem, é só me enviar aqui nos comentários que estarei disponível para ajudar.

Se você já contratou um seguro viagem conosco, compartilhe nos comentários para onde você foi e como foi sua experiência.

Tenha um ótimo intercâmbio!

Deixe um comentário

Central de Atendimento
(31) 2010-0022

Cupom de 20% OFF. Clique Aqui para Fazer a Cotação