Pular para o conteúdo

Turismo de Vacina: saiba o que é e como funciona

O turismo de vacina tem atraído diversos brasileiros para países que estão vacinando turistas contra o Covid-19. 

injeção e vacina covid-19
Pixabay

Já ouviu falar sobre o turismo de vacina? Sabe o que é e como funciona? Preparamos esse artigo para te explicar como funciona e como esse movimento tem crescido nos últimos meses. 

O turismo de vacina consiste em, simplesmente, viajar para outros países com o objetivo de receber a vacina contra o Covid-19. Isso se deve ao fato de que alguns países começaram a oferecer doses da vacina para os turistas que estão passeando pelo país.

Apesar do turismo de vacina ser uma das apostas para este ano de 2021, não é tão simples quanto parece. Além do turista se expor a uma viagem enquanto a recomendação é de isolamento social, a vacinação de turistas envolve outras discussões éticas e políticas. 

Apesar disso, alguns países como Estados Unidos e Rússia estão sendo flexíveis nas regras de vacinação, imunizando também seus turistas. Já outros países como Cuba e Panamá desejam começar a vacinar turistas ainda neste ano de 2021. Veja algumas informações importantes a seguir!

Rússia

A Rússia é um dos poucos países do continente europeu em que a imunização contra o Coronavírus não está restrita apenas para os grupos definidos como prioritários atualmente. E o melhor: qualquer pessoa de qualquer idade, turistas e moradores locais, podem receber a dose da vacina gratuita. 

A Rússia tem aplicado a vacina Sputnik V, que ainda não foi aprovada pela Anvisa no Brasil, e para recebê-la é necessário apresentar apenas um documento de identificação.

Desde o início de 2021, a capital Moscou tem disponibilizado a vacina gratuitamente para todos que procuram pela imunização. Apesar da disponibilidade, o governo local não tem incentivado o turismo, seja para vacinação ou apenas diversão.

Estados Unidos

Nos Estados Unidos a forma como a vacina é aplicada e para quem é aplicada é de responsabilidade de cada estado, o que tem acarretado em uma grande flexibilização da vacinação. Com isso, muitos brasileiros têm viajado até a Flórida ou inserido o destino no roteiro, para receber o imunizante.

De acordo com o Estadão muitos estrangeiros já receberam a vacinação no estado. Isso se deve ao fato da vacinação da população já estar muito avançada, um exemplo, é que a Flórida já vacinando jovens entre 16 e 29 anos. Para receber a vacina é necessário apresentar apenas o passaporte. 

Em Nova York, o prefeito Bill de Blasio disse no dia 06 de maio de 2021, que pretende começar a vacinar todos os turistas que visitarem a cidade com uma dose única do imunizante Johnson & Johnson. Ele aguarda apenas a autorização do Estado de Nova York, que deve sair em breve. Para isso, o mandatário deseja instalar pontos de vacinação nas principais atrações turísticas, como: Times Square e Brooklyn Bridge. 

O Alasca, por exemplo, informou que a partir de junho já deseja começar a vacinar todos os visitantes que desejarem receber o imunizante no próprio aeroporto. 

Mudando para estados como Califórnia e Texas as regras de vacinação são outras. Neste caso, turistas não conseguem se vacinar, pois os postos solicitam comprovante de residência. 

Apesar dos Estados Unidos estarem muito avançados na vacinação de sua população, aplicar o imunizante em não residentes tem causado um certo desconforto nos moradores. 

Panamá

O diretor de saúde Israel Cedeño disse em uma entrevista que o país não proíbe a vacinação para turistas que estejam no país, desde que esteja no período indicado.

Cuba

Cuba foi um dos primeiros países a manifestar a vontade de vacinar turistas que estejam no país com a sua vacina “Sobrena 2”, que já está na terceira fase de testes. Assim que aprovada, a vacina estará disponível para cubanos e turistas estrangeiros que desejarem receber o imunizante, de acordo com Vicente Vérez, diretor do Instituto Finlay de Vacinas, responsável pelas pesquisas do imunizante.

Chile

Após tomar conhecimento de pacotes de viagem que incluíam a vacinação contra o Covid-19 no país, o governo local informou que não vacinará estrangeiros sem visto de residência no Chile.

Então posso me vacinar em outros países?

aplicação de vacina do Covid-19
Pexels

Não há uma resposta certa ou errada. O turismo de vacina tem causado muitos dilemas éticos e desconforto entre moradores locais dos países onde a vacinação está sendo aplicada em turistas. Isso porque os residentes questionam se pessoas de outros países devem receber a dose antes de toda própria população.

Até o momento não é considerado crime e nem legal a ação de viajar com único objetivo de se vacinar antes do que seu grupo no seu país de origem. Essa é apenas uma decisão pessoal de cada um, e claro, a sorte de conseguir a vacinação no país em que visitar. Isso porque, o turismo de vacina não garante a imunização de todos os turistas que procuram pela dose.

É importante destacar que a Comparar Seguro de Viagem não incentiva e nem condena esse tipo de ação. Esta publicação tem apenas o intuito de informar nossos leitores e clientes sobre as atualizações de turismo pelo mundo. Essas informações também podem sofrer alterações a qualquer momento. Pesquise sobre a situação das fronteiras, isolamento social e vacinação no país em que deseja visitar. 

2 comentários em “Turismo de Vacina: saiba o que é e como funciona”

  1. Pingback: O que fazer em Nova York - Top 10 atrações na Big Apple

  2. Pingback: Principais novidades sobre a retomada do turismo na Europa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *