Pular para o conteúdo

Intercâmbio: quais países estão recebendo estudantes e dicas de viagem

Chegou o momento de realizar o sonho do intercâmbio? Descubra neste post quais países estão abertos para intercâmbio, dicas e tudo que você precisa para ter um intercâmbio de sucesso!

Jovens fazendo intercâmbio na Universidade
Pexels

Você está no caminho de realizar aquele sonho do intercâmbio? Estamos aqui para te ajudar no planejamento, a escolher o seu destino, dar dicas e todas as informações necessárias para que tudo saia perfeitamente, principalmente na atual situação em que estamos enfrentando uma pandemia mundial.

O ensino no exterior é enriquecedor para o currículo profissional e para a vida pessoal em qualquer área de estudo. É possível escolher um ensino voltado para a área profissional, acadêmica, cultural, entre outras.

Um dos destinos mais procurados são os voltados para a língua inglesa. Além disso, ainda existem variações do idioma que podem influenciar na escolha do destino, pois existem o inglês britânico, inglês americano e o inglês australiano, por exemplo.

O que é intercâmbio?

O intercâmbio é uma prática de troca mútua de estudantes de um determinado país com outro para aprender uma nova língua, cultura, hábitos e profissão praticados no país de destino durante um período definido anteriormente, de acordo com o objetivo de cada estudante. 

Mas existem diversas modalidades de intercâmbio, cada um voltado para um tipo de experiência e nível de fluência no idioma do país de origem. Confira a seguir os diversos tipos de intercâmbio disponíveis no mercado. 

Estudantes reunidos em mesa estudando e tomando café
Pixabay

Quais são os tipos de intercâmbio?

High School:

Essa modalidade é feita durante o Ensino Médio. O estudante passa um ano do período escolar em outro país estudando o idioma e a cultura nativa, sendo válido também no Brasil. Também é possível escolher outros períodos como de 1 a 6 meses. Tudo depende do objetivo e do pacote selecionado pelo aluno. É necessário ter entre 14 e 19 anos, e geralmente, os estudantes ficam em casas de famílias locais, que se responsabilizam pelo mesmo durante o tempo que ele fica no país.

Au pair:

Nesse intercâmbio, além de estudar você também irá trabalhar. Neste caso, você irá ficar 1 ano cuidando das crianças e organizando a casa da família que irá lhe hospedar. Em contrapartida, você receberá um salário para arcar com os custos de um curso de idioma, por exemplo. Essa modalidade é famosa por ter um excelente custo benefício. O intercambista arca com visto, passagens e documentação, já a hospedagem é gratuita e as demais despesas são pagas com a remuneração do trabalho. Necessário ter entre 18 e 30 anos, carteira de motorista e Ensino Médio completo. A remuneração e carga horária de trabalho variam de acordo com cada destino.

Intercâmbio para idiomas:

Essa modalidade tem foco no estudo de uma língua e na imersão da cultura local com aulas diárias e atividades de vivência em situações cotidianas. Dependendo do nível do idioma local que o interessado tiver, poderá fazer um intercâmbio integrado com vínculo a uma instituição de Ensino Superior do destino. Nesta modalidade você ainda encontrará pacotes com todas as despesas inclusas.

Jovens intercambistas caminhando para universidade
Pexels

Graduação:

Outra modalidade muito disputada entre os interessados em intercâmbio é a do tipo graduação. Esse intercâmbio é o famoso sanduíche, em que você estuda em outro país e ainda cursa disciplinas relacionadas a sua graduação, aperfeiçoando também o idioma local. Neste caso é necessário já ter um nível de proficiência no idioma local do seu país de destino. O tipo de intercâmbio graduação tende a ser mais alto do que os demais devido aos custos de matrícula em faculdades do exterior.

Especialização:

Após concluir a graduação no seu país de origem é possível realizar uma pós em outro país. Esse tipo de especialização possui diversas formas como: residência médica, mestrado, doutorado, PhD, entre outros. A duração varia de acordo com a especialização escolhida e o programa de ingresso. Também é possível fazer um estudo sanduíche como o mencionado no intercâmbio de graduação. O valor varia de acordo com o país e o curso escolhido.

Trabalho voluntário:

Essa modalidade funciona como uma troca. O intercambista viaja até um país desembolsando um custo mais baixo do que nos demais tipos de intercâmbio e realiza uma ação social em contrapartida. Assim ele recebe em troca moradia e alimentação grátis, estimulando também a experiência cultural e a prática do idioma local no cotidiano. Além disso, essa modalidade tem grande peso no currículo profissional.

Intercâmbio para estudo e trabalho:

Este também une o estudo com o trabalho. O intercambista estuda parte do dia e no restante do dia trabalha em diversos setores. Neste caso, o estudante fica responsável por encontrar um emprego, porém é necessário já ter fluência no idioma local.

E aí, já sabe qual modalidade escolher?

Destinos abertos para intercâmbio

Mão apontando no mapa com passaporte, câmera e notebook próximos.
Pexels

Muitos são os destinos disputados por estudantes que desejam realizar o seu intercâmbio. Porém devido a pandemia mundial que estamos enfrentando muitos países estão com entrada restrita e até mesmo totalmente fechada para turistas e estudantes. 

Pensando nisso, separamos alguns destinos que já abriram suas fronteiras para estudantes e intercambistas. Veja quais são e o que é necessário para entrada em cada um deles.

África do Sul 

A África do Sul já está recebendo estudantes, mas para entrar no país é necessário cumprir alguns requisitos como: resultado negativo para teste PCR, realizado nas últimas 72 horas antes do embarque. Caso não tenha o comprovante do exame, será necessário fazer uma quarentena de 14 dias.

Canadá: 

O destino queridinho dos intercambistas também está com fronteiras abertas para os estudantes. Para entrar no território canadense, é necessário ter visto de estudante válido, apresentar teste negativo PCR para Covid realizado nas últimas 72 horas antes do embarque e quarentena de 14 dias. 

Ao chegar no país, um novo exame PCR será realizado. O estudante deverá ficar três noites enquanto espera o resultado em um hotel indicado pelo Governo local. 

Estados Unidos:

Outro destino disputadíssimo pelos intercambistas são os Estados Unidos. Para iniciar os estudos no país, é necessário ter um visto de estudante válido de categoria F e M. Essa é uma exceção para brasileiros e estudantes de outros 30 países sob uma regra chamada de Exceção de Interesse Nacional e vale para os programas de intercâmbio previstos para início em 1 de agosto de 2021. Esses estudantes podem entrar nos EUA com até 30 dias de antecedência da data de início dos estudos.

França:

Outro país que também começou a receber intercambistas é a França. Para entrar no país como estudante é necessário ter em mãos: exame PCR contra Covid negativo, Declaração de Saúde do Viajante preenchida, visto de estudante válido e quarentena de 10 dias. 

Irlanda:

Apenas estudantes que possuem o Irish Residence Permit podem entrar na Irlanda para continuar os seus estudos. Além disso, é necessário seguir as demais regras e apresentar: teste negativo para Covid feito em até 72 horas antes da viagem e fazer quarentena obrigatória de 14 dias.

Malta:

Permitido a entrada de estudantes que tenham passado por outros países que fazem parte do corredor seguro antes de chegar em Malta.

Pode ser solicitado resultado de exame negativo para Covid-19 feito com no máximo 72 horas de antecedência da viagem.

Portugal:

Outro destino queridinho dos intercambistas é o velho continente. Para entrada é necessário ter visto de estudante, resultado negativo para Covid-19 feito com 72 horas de antecedência do embarque e quarentena de 14 dias. 

Documentos necessários para um intercâmbio

Mala com passaporte
Pixabay

Para um intercâmbio tranquilo, organize toda a documentação com antecedência para evitar imprevistos. Confira os principais documentos para embarcar nesse sonho:

  1. Passaporte original
  2. Visto de estudante, se for o caso
  3. Carta de aceitação da escola do país de destino
  4. Comprovante de Vacinação
  5. Seguro Viagem 
  6. Extrato bancário. Alguns destinos podem solicitar comprovante de renda.
  7. Passagens de ida e volta 
  8. Formulário de Matrícula
  9. Autorização de Viagem para Menores, quando o estudante for menor de idade

É importante lembrar que cada país e cada escola possui suas próprias normas e exigirá um tipo de documentação, então pesquise bastante sobre o destino de intercâmbio que escolher para que não falte nenhum item obrigatório.

E claro, tenha muito cuidado com a documentação durante todo o seu intercâmbio! 

Dicas de viagem para intercambistas

Estudantes de intercâmbio em sala de aula.
Pexels
  • Escolha o destino ideal, além dos custos e do seu objetivo, considere também o seu interesse cultural. Tudo fica mais divertido quando estamos 100% interessados.
  • Faça um checklist de todos os documentos que precisa levar. Assim você não deixa nada para trás e garante a tranquilidade do seu embarque e desembarque.
  • Pesquise sobre os tipos de acomodação e escolha o que mais te fará ficar a vontade e dedicado ao seu real objetivo.
  • Cuidados com a saúde! Pesquise sobre o clima local e dê um tempo para o seu corpo se adaptar à nova temperatura e altitude, se for o caso, antes de pegar pesado com suas novas atividades.
  • Dinheiro: leve sempre algumas notas e moedas de baixo valor para caso precise de dinheiro em espécie. Além disso, não esqueça do cartão de crédito e débito autorizado para viagens internacionais. Fique sempre atento quando for sacar o seu dinheiro! 
  • Não exagere nas malas! Dê prioridade a roupas leves e práticas para não pagar taxa extra de bagagem. 
  • Aproveite todas as oportunidades! Deixe o medo do novo país, novo idioma e novas pessoas em casa. Aproveite o máximo que puder e aprenda tudo que for possível no seu novo país. Essa é realmente uma experiência enriquecedora e única!

Seguro Viagem para intercâmbio

Além de obrigatório para entrada em diversos países, o seguro viagem vai te dar mais segurança e tranquilidade durante a viagem para que o seu foco seja apenas em aproveitar ao máximo essa incrível experiência.

Existem planos e coberturas exclusivas para intercambistas e estudantes, garantindo toda a assistência que você precisará, e claro, a sua entrada no país de destino, se nele for obrigatório a contratação. 

Homem em terminal aeroporto embarcando.
Pixabay

Coberturas essenciais para um intercâmbio

Assistência médica:

Uma das principais e mais importantes coberturas de um plano de seguro viagem é a assistência médica. Com ela você garante todo o  atendimento necessário em casos de acidente, para surgimento de uma nova doença durante a viagem e até mesmo para atendimentos em casos de uma doença pré-existente. 

Assistência odontológica:

Vixi… comeu alguma coisa muito dura ou bateu muito forte em algum lugar e quebrou o dente? Ou está com aquela terrível dor de dente? O seguro também te ajuda nessa! Com a assistência odontológica é só acionar a sua seguradora e solicitar um atendimento para resolver esse caso de uma forma rápida e segura.

Extravio de bagagem:

Já pensou ter a mala extraviada e ficar sem todos os seus pertences? Isso pode acontecer em qualquer voo e também quando sua viagem tem muitas conexões. Com a cobertura para extravio de bagagem, você terá todo suporte para encontrar sua bagagem e também receberá um valor para comprar itens essenciais enquanto sua mala não chega até você. 

Assistência Farmacêutica:

Caso você tenha alguma emergência médica e precise também comprar medicamentos, o seu seguro também irá cobrir seus gastos com a farmácia, desde que tenha sido receitado pelo seu médico. 

Cancelamento de viagem:

Essa cobertura também é no estilo indenização para despesas não reembolsáveis de serviços da sua viagem, desde que o segurado esteja impedido de viajar.

Traslado médico:

Em destinos que não tenham serviços gratuitos de transporte médico, como o SAMU, por exemplo, ao sofrer um acidente ou emergência médica, o segurado é o responsável pelo seu transporte. Neste caso você terá cobertura para o pagamento deste transporte. 

Regresso Sanitário:

O regresso sanitário é uma repatriação médica quando solicitado pelo seu médico. Essa cobertura irá cobrir as despesas do transporte de volta do paciente até sua cidade de origem. 

Indenização por Morte Acidental ou invalidez permanente: essa cobertura garante indenização proporcional em casos de morte acidental ou invalidez permanente do segurado, ocasionado durante o período da viagem.

Passagem Aérea e Estadia para Acompanhante:

Caso o segurado fique doente e precise de um acompanhante para ficar internado, a cobertura irá cobrir a passagem aérea e estadia de um acompanhante até o país. Apesar de ser uma cobertura opcional, algumas universidades estrangeiras podem solicitar essa cobertura de seus intercambistas. 

Retorno Antecipado ou Interrupção de Viagem:

Caso aconteça algum imprevisto, como falecimento de um parente de segundo grau ou descobrimento de uma doença, a cobertura irá arcar com o retorno antecipado desse segurado até sua cidade de origem. Necessário consultar quais as condições da apólice contratada para acionar essa cobertura.

Faça a cotação do seu Seguro Viagem

Agora que você já sabe todas as informações necessárias para começar a se preparar para o seu tão sonhado intercâmbio, que tal cotar o seu seguro de viagem – um dos itens obrigatórios para embarque?

A Comparar Seguro de Viagem te ajuda a encontrar o melhor seguro viagem para intercâmbio com o menor preço do mercado. Para fazer sua cotação basta acessar: comprarsegurodeviagem.com.br e inserir as datas de ida e volta e o seu destino escolhido.

Caso tenha alguma dúvida, basta entrar em contato com uma consultora pelo chat ou pelo Whatsapp para esclarecer qualquer informação.

Vai viajar? Conte com a Comparar Seguro de Viagem e tenha uma viagem tranquila e segura!

1 comentário em “Intercâmbio: quais países estão recebendo estudantes e dicas de viagem”

  1. Pingback: Principais novidades sobre a retomada do turismo na Europa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *