Itália flexibiliza medidas sanitárias em relação à Covid-19

O <a href=
iStock

A partir de agora, para visitar a Itália não será preciso apresentar comprovante de vacinação, cura ou teste negativo de Covid-19.  

O país vem fazendo algumas mudanças desde o início de maio. Eles não pedem mais a comprovação do passe de saúde (Green Pass) para poder entrar em ambientes fechados, como restaurantes e cinemas, e o formulário de localização dos passageiros também não é mais necessário. 

As novas medidas foram tomadas pelo governo italiano com o intuito de facilitar e atrair mais turistas com a chegada do verão europeu. Mesmo com essa flexibilização o uso de máscara ainda será obrigatório, pelo menos até o dia 15 deste mês. 

Os locais obrigatórios:

  • aeronaves que prestam serviços de transporte comercial de passageiros;
  • navios e balsas utilizados para serviços de transporte inter-regional;
  • trens utilizados nos serviços de transporte ferroviário de passageiros inter-regional, intermunicipal, intermunicipal noturno e de alta velocidade;
  • ônibus utilizados para serviços de transporte de passageiros, com oferta indiferenciada, realizados na estrada de forma contínua ou periódica num percurso que ligue mais de duas regiões e com itinerários, horários, frequências e preços pré-estabelecidos;
  • ônibus utilizados para serviços de aluguel com motorista;
  • meios utilizados nos serviços de transporte público local ou regional;
  • meios de transporte escolar dedicados a alunos do ensino básico, secundário inferior e superior;
  • para espetáculos abertos ao público que se realizem em recintos fechados em salas teatrais, salas de concertos, cinemas, recintos de animação e música ao vivo e em outros recintos congêneres, bem como para eventos e competições desportivas que se realizem em recintos fechados.

Vai viajar? Não esqueça de contratar o seguro viagem com a melhor do mercado: Comparar!